Literatura Afro-brasileira

 

• Falanges (Benjamin Abras, poesia, 2009)

• Insubmissas lágrimas de mulheres (Conceição Evaristo, contos, 2011) ESGOTADO

• Más intenções (Míria Oliveira, poesia, 2017)

• Mulher matriz (Miriam Alves, contos, 2011)

• Mulheres incríveis (Elaine Marcelina, crônicas, 2016)

• Os peixes do meu pano de prato (Elisa Santana, poesia, 2014)

• Poemas da recordação e outros movimentos (Conceição Evaristo, poesia, 2008) ESGOTADO

• Poemas das cidades mortas e dos pequenos seres invisíveis (Zélia Bora, poesia, 2013)

• Só as mulheres sangram (Lia Vieira, contos, 2011; 2.ed., 2017)

• Todas as vozes (Aciomar de Oliveira, poesia, 2015)

• Últimos inéditos (Cruz e Sousa; Wellington Farias, Org., poesia, 2014)